token-de-mecanismo-de-solidariedade-fifa-clube-formador-transferencia-de-jogadores

O que é Token de Mecanismo de Solidariedade e como funciona?

O mecanismo de solidariedade FIFA também é um exemplo do que pode ser tokenizado.

Ao pensar nesse tipo de investimento, ativos tokenizados são a primeira coisa que vem à cabeça da maioria das pessoas. Mas existem outros tipos de tokens!

O token de mecanismo de solidariedade é uma ótima estratégia para um clube formador de jogadores e oferece uma oportunidade singular para os investidores.

Aqui, vamos te deixar por dentro de tudo o que você precisa saber sobre esses tokens.

Vamos lá?

O que é o Mecanismo de Solidariedade FIFA?

O Mecanismo de Solidariedade FIFA foi uma estratégia desenvolvida para recompensar clubes que financiaram a formação de um jogador durante os primeiros anos de sua carreira.

Nesses casos, eles são chamados de “clube formador” e têm direito a receber uma parte do valor pelo qual é negociado a transferência de jogadores formados por eles.

Esse processo é bem básico:

  1. O clube formador vende o jogador para outro clube.
  2. Já compondo a equipe de outro clube, este jogador pode ser transferido mais uma vez para um terceiro clube.
  3. Todas as vezes que o jogador é transferido para um novo clube, o clube formador continua possuindo o direito sobre uma porcentagem do valor das negociações. 

Assim, o clube que formou os atletas pode receber até 5% da quantia paga pela transferência de jogadores.

O cálculo dessa porcentagem depende do tempo que o jogador esteve vinculado ao clube formador entre seus 14 e 19 anos.

O que é token de Mecanismo de Solidariedade?

Basicamente, é um token que representa uma fração dos direitos creditórios que participam do mecanismo de solidariedade, relacionados aos atletas que foram formados pelo clube.

Quando uma pessoa investe nesse tipo de token, ela recebe o direito de obter parte do valor que o clube formador receberá a cada nova transferência de jogador. 

Como o token funciona?

O funcionamento deste token é simples.

  1. O investidor compra a quantia de tokens que desejar.
  2. O investidor recebe os direitos.
  3. O jogador, que já foi transferido uma vez, é transferido para um terceiro clube.
  4. O clube formador recebe uma porcentagem do valor da transferência de acordo com o mecanismo de solidariedade FIFA.
  5. O investidor recebe seu retorno.

Vamos falar um pouco mais sobre o retorno a seguir.

Como funciona o retorno do investimento?

Existem 3 pontos fundamentais para você prestar atenção em relação ao retorno de seu investimento:

  • Os investidores têm o retorno proporcional ao número de tokens que possuem na data de cada pagamento.
  • O mecanismo de solidariedade só passa a valer a partir da segunda transferência de jogadores. 

Sendo assim, a primeira vez que um atleta é vendido para outro clube não se enquadra no mecanismo de solidariedade.

  • O retorno depende da avaliação e performance do atleta, o que vai influenciar seu potencial de ser transferido para outros clubes.

Por que investir neste token?

Existem 3 motivos principais que fazem dos tokens de mecanismo de solidariedade uma oportunidade singular.

  1. É uma possibilidade de diversificar sua carteira de investimentos.
  2. Como muitas das transferências de jogadores ocorrem em moedas mais valorizadas do que o real, a valorização dessas moedas também participa do seu lucro. 
  3. Você participa ativamente do desenvolvimento e fortalecimento de um clube de futebol nacional.

Por que os clubes tokenizam o mecanismo de solidariedade?

Esse é um dos tipos de token mais procurados por times de futebol, porque ele traz uma grande vantagem para clubes formadores: antecipação de capital.

Para os clubes de futebol é interessante oferecer parte do lucro que receberão por meio do mecanismo, porque obtêm um “adiantamento” de recursos.

Esse adiantamento, inclusive, pode ser utilizado para fortalecer os jogadores de base e gerar mais lucro para os investidores no futuro.

Além disso, é uma forma de se aproximar dos torcedores e torná-los parte ainda mais importante da história do clube.

Quais são os riscos do token de mecanismo de solidariedade?

O investimento em tokens é seguro tecnologicamente, devido à blockchain, e juridicamente, devido aos Smart Contracts.

Porém, como qualquer investimento, existem riscos

Alguns dos principais riscos associados aos tokens de Mecanismo de Solidariedade são:

  • Não haver transferência de jogadores

Isso pode acontecer por eles permanecerem no clube formador ao longo da carreira ou no segundo clube para o qual foram transferidos.

Também pode acontecer por questões de saúde ou decisões pessoais dos próprios jogadores.

  • Alterações no regulamento da FIFA

Se alguma regulamentação do Mecanismo de Solidariedade FIFA sofrer alterações, isso pode comprometer o retorno do investimento.

  • O não cumprimento do pagamento do mecanismo de solidariedade

Caso o clube que está comprando o jogador não efetue o pagamento corretamente, a operação precisará ser levada a julgamento da FIFA. 

Agora você já conhece o token de mecanismo de solidariedade!

Quer começar a investir? Acesse a plataforma da Liqi! E você pode saber mais sobre tokenização em nosso Instagram.

Quer receber os nossos conteúdos e ficar por dentro de tudo o que acontece no universo da Tokenização?

Cadastre-se para receber os conteúdos por email

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.